Grupo Gera calcula ter garantido uma economia de R$ 30 milhões para grandes consumidores de energia

Empresa prevê, até o primeiro semestre de 2022, dobrar esse número com soluções de eficiência energética e novos empreendimentos de geração

O Grupo Gera calcula ter trazido R$ 30 milhões em economia nas despesas de energia elétrica para grandes consumidores. A companhia brasileira, que trabalha com eficiência energética e geração de energia renovável, prevê, até o primeiro semestre de 2022, dobrar essa quantidade.

“Com soluções customizadas para garantir a máxima economia para seus clientes sem necessidade de investimento inicial, o Grupo Gera busca fontes de financiamento para os projetos de geração de energia e soluções ofertadas ao setor produtivo nacional, de forma a entregar soluções simples e que gerem algum impacto”, detalha Ramon Oliveira, diretor do Grupo Gera.

“Possuímos projetos próprios e desenvolvemos empreendimentos de geração de energia renovável com parceiros, justamente para atender os consumidores empresariais e até residenciais com solução mais econômica e sustentável”, completa.

O Grupo Gera deu início às atividades das usinas de biogás de Três Rios, com 1 MW fornecido para as Lojas Americanas, e de São Pedro da Aldeia, com 1,4 megawatts (MW) para cumprir um acordo de fornecimento para a Vivo, além de ter mais 1 MW para ser fornecido à rede Santander. O acréscimo de 50 MW para as fontes solar, mini-hidrelétrica e biogás é estimado para este ano.

A companhia não só preservou contatos para possíveis acordos destinados a usinas renováveis que abastecem algumas empresas, como a Ambev, Raízen e Oi, mas também ampliou os projetos com o Banco Santander e as Lojas Americanas em 2020.

A empresa, além de investir em geração renovável, atua em soluções de eficiência energética por meio de novas tecnologias, as quais proporcionam grande economia aos consumidores. O Grupo investe em quatro empresas que compõem as soluções voltadas para a resolução dos maiores empecilhos dos consumidores.

De acordo com André Castro, CEO do Grupo Gera, mesmo que 2020 tenha sido um ano de pandemia, devido à rápida adaptação à volatilidade do mercado e à nova conjuntura de ambiente de trabalho, a companhia conseguiu voltar a sua atenção para a entrega dos projetos e o compromisso firmado com os clientes.

“As constantes variações do câmbio foram um desafio adicional, que exigiu muito comprometimento de toda a equipe para buscar opções de financiamento e negociação com fornecedores para manter o planejamento de implantação e viabilizar os projetos”, explica o executivo.

“Colocamos os consumidores e clientes no centro da nossa tomada de decisão e, por isso, somos muito demandados para novos projetos e desenvolvimento de soluções. Aliado a esse entendimento das suas dores, nos diferenciamos na capacidade de entrega dos projetos e cumprimentos dos objetivos”, finaliza.